Palavra Operária nº076

CONTATO [email protected]

Nacional

SÃO PAULO

Declaração da LER-QI frente ao assassinato na USP

O lamentável assassinato de Felipe Ramos de Paiva, estudante da FEA, que comoveu a comunidade universitária e todo o país, vem sendo utilizado como um motivo para tentar resolver os problemas da universidade e da sociedade com as botas da polícia mais uma vez. Leia também: SOBRE A MORTE DE FELIPE RAMOS DE PAIVA, ESTUDANTE DA USP

CÓDIGO FLORESTAL

Licença para desmatar

Por: Gilson Dantas Foi aprovado por esmagadora maioria de deputados e seguiu para o Senado o novo Código Florestal (PL 1876/99). O agronegócio aplaude. Os ambientalistas mais sérios denunciam claramente que nesse novo Código só falta um artigo afirmando que é proibido preservar o ambiente e reflorestar: de resto, estamos diante de uma carta branca para a destruição do patrimônio florestal, genético e hídrico Soja, cana e pasto: meninas dos olhos do agronegócio vão continuar se expandindo ali onde deveria haver (...)

ESCÂNDALO DE CORRUPÇÃO

A crise de Campinas e o gerenciamento capitalista dos grandes negócios

Por: Francisco Pontes Nas últimas semanas, um grande esquema de fraudes, irregularidades e propinas nas licitações públicas em Campinas veio a tona em uma mega-operação do Ministério Público Estadual de São Paulo. Membros do alto escalão do governo, entre eles a chefe de gabinete e primeira-dama da cidade, o vice-prefeito, membros da SANASA (Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento – principal órgão público envolvido), além de empresários ligados a WTorre, Andrade Gutierrez e Camargo Correa estão entre os acusados. (...)

DEBATE COM A ESQUERDA

A Frente de Esquerda e dos Trabalhadores na Argentina e algumas lições para a esquerda no Brasil

Por: Thiago Flamé A FIT demonstra que é possível a unidade entre diferentes organizações, a partir de um programa classista e revolucionário, sem limitar em nenhum aspecto a liberdade de critica e o debate público das diferenças.

EDITORIAL

150 dias de governo Dilma: mostras de um governo mais frágil e com crescentes contradições

Por: Leandro Ventura Os resultados da eleição e a composição de um parlamento com a mais significativa maioria governista em muito tempo, pareciam indiciar que salvo por alguma turbulência externa como a quebra da dívida em algum país do mediterrâneo (o que não se deve descartar nem no curto nem no médio prazo) o país velejaria sob o timão da “mãe do PAC” em um mar sereno. Rapidamente a foto mudou.

Internacional

NOTAS MILITANTES - S0BRE A FRENTE DE ESQUERDA ARGENTINA

Uma oportunidade para a organização política da vanguarda operária inédita há décadas

Por: Emilio Albamonte, PTS , Fredy Lizarrague, PTS Para os que lutamos pela revolução operária e socialista, a participação nas eleições e a eventual utilização da tribuna parlamentar (se elegem deputados) serve se permite desmascarar frente às massas as falsas promessas das distintas opções da burguesia, e incentivar a confiança na ação extra- parlamentar e na auto organização operária e popular, com a perspectiva estratégica de um governo dos trabalhadores e a expropriação dos expropriadores, única forma de terminar com a exploração e (...)

ESTADO ESPANHOL

A irrupção da juventude abre as primeiras fendas no regime herdeiro de Franco

Por: Santiago Lupe, Classe contra Classe (Estado Espanhol) Durante a última semana, as principais praças das cidades do Estado espanhol foram o foco de atenção de todo o mundo, especialmente para os lutadores operários e da juventude que seguiram com atenção como se desatava, em um dos países mais golpeados da Europa pela crise capitalista, um amplo movimento da juventude contra as obscuras perspectivas de futuro às quais nos condenam os patrões, os banqueiros e os políticos a seu serviço. As dezenas de concentrações e acampamentos ao redor do mundo são (...)

CRISE ECONÔMICA

Europa: das “duas velocidades” a um choque em cadeia?

Por: Paula Bach A crise de dívida que golpeia Grécia, Portugal, Irlanda, Itália e Espanha, já não é só uma crise de dívida. A profunda crise política aberta como subproduto dos planos de ajuste na Espanha, em Portugal e na Grécia torna impensável que os desprestigiados governos possam redobrar os planos de ajuste tal como exigem a UE e o FMI. As propostas de mudanças conservadoras, como o Partido Popular da Espanha ou o social-democrata (PDS) ou demo-cristão (CDS-PP) de Portugal, podem chegar ao governo mais (...)

ESTADO ESPANHOL: DEPOIS DA VITÓRIA CONTRA A POLÍCIA EM BARCELONA

Trabalhemos para confluir com os trabalhadores na perspectiva de Greve Geral

Por: Cynthia Lub, Clase Contra Clase Estado Espanhol A derrota da tentativa de desocupação realizada pela polícia anti-distúrbios em Barcelona na sexta-feira passada, 27 de maio, constitui um importante triunfo para o movimento. Esse dia o operativo posto em marcha por Felip Puig – Conselheiro do Interior de CiU – foi derrotado pela resistência dos milhares que cercaram a praça e das centenas que estavam retidos ilegalmente em seu interior. No final foram eles quem tiveram que fugir em debandada. No dia seguinte milhares de pessoas defenderam a praça (...)

Movimento Operário

PRIMEIROS APONTAMENTOS PARA UM BALANÇO DA CAMPANHA SALARIAL DO METRÔ

Papel vergonhoso do PSTU e do PSOL suspendendo a greve do Metrô

Por: Marília Rocha e Gabriel Amorim, metroviários e militantes da LER-QI No dia 31 de maio de 2011, em todos os cantos da cidade e na imprensa, todos falavam da greve dos metroviários marcada para dia 1 de junho. Mesmo com a propaganda falaciosa do governo tentando jogar a população contra os metroviários, boa parte dos passageiros demonstrava seu apoio e solidariedade aos trabalhadores do Metrô. DEPOIMENTOS DE TRABALHADORES METROVIÁRIOS

ELEIÇÃO APEOESP

“Não aceitamos a divisão entre professores efetivos e temporários”

Por: Márcio Barbio , Rita Frau Neste ano a corrente Professores Pela Base, composta por militantes da LER-QI e independentes, participa das eleições da APEOESP como parte da Chapa 2 – Oposição Unificada na Luta. Nossa corrente está intervindo nestas eleições com o objetivo de denunciar a política da atual Diretoria do Sindicato que no ano passado fez de nossa greve “moeda de troca” pelas eleições de Dilma Roussef, impondo uma brutal derrota contra a categoria, que hoje sente suas conseqüências. Esta verdadeira burocracia sindical (...)

Juventude

QUE O ESTADO NÃO REGULE NOSSAS VIDAS!

Pela legalização das drogas!

Por: Bernardo Andrade Os revolucionários temos que desfazer a confusão ideológica que coloca a burguesia, nós não caímos na armadilha que é o moralismo burguês, defendemos a legalização de todos os tipos de droga ou substâncias, para todos os tipos de uso, medicinal, científico e recreativo.

MARCHA PELA LIBERDADE

Como na Espanha e em Tahir a juventude está aqui para resistir!

Por: Fernando Pardal Um dia após a repressão policial à juventude espanhola que ocupou as praças e ruas lutando contra a política de seu governo que não lhe oferece nenhuma perspectiva de futuro, aqui nas ruas de São Paulo os jovens também tomaram as ruas para protestar contra a violência policial, exigindo seu direito à liberdade de expressão. Leia Também: PELA LEGALIZAÇÃO DAS DROGAS!

ELEIÇÕES DO DIRETÓRIO ACADÊMICO DA FAFIL NA FUNDAÇÃO SANTO ANDRÉ

Chapa Tahir- Da luta não me Retiro: Em defesa do D.A. FAFIL militante e combativo!

Nós da LER-QI que junto com valorosos ativistas independentes no último ano estivemos a frente do D.A. FAFIL, construímos hoje uma nova chapa com dezenas de estudantes para manter o D.A. como uma entidade militante e combativa, aliada aos trabalhadores e em defesa de uma FSA Pública, Gratuita e de Qualidade para todos.

Iº CONGRESSO DA ANEL

Os novos tempos que vive a juventude não podem ser marcados pelas velhas entidades

Por: Felipe Campos Apesar dos fluxos e refluxos do movimento estudantil, o desenvolvimento da crise econômica que prepara ataques para toda a juventude e os trabalhadores, combinada as mobilizações de massas na primavera árabe e recentemente no Estado Espanhol, dão o sinal dos tempos que estão por vir.

Atividades

LANÇAMENTO

Centenas participam da jornada de lançamentos do livro “A precarização tem rosto de mulher”

Teorizar sobre a classe operária quando esta se coloca como sujeito, reconstruir momentos de uma luta acompanhando o apaixonante processo de avanço da consciência de classe dos trabalhadores, extrair as lições a partir de erros e acertos, mostrar o tortuoso processo de combate à opressão, estes foram alguns dos objetivos da publicação.

TELECONFERÊNCIA

A juventude da LER-QI, junto a independentes, convida para debater como avançar na nossa organização para encarar os desafios e tarefas na atual situação

Novos tempos. Nunca é demais insistir nessa idéia depois de tantos anos em que a ideologia dominante bombardeou as mentes, os corpos e os corações da juventude.