Movimento Operário

Bruno Gilga Rocha no SPTV 2ª edição

Laudo comprova: pó branco em livros é inseticida proibido e cancerígeno

26 Feb 2015   |   comentários

Como temos denunciado neste artigo e neste outro, hoje o SPTV esteve na USP e entrevistou Leticia Parks, estudante da Letras e Bruno Gilga Rocha, diretor do Sindicato dos Trabalhadores da USP em relação à contaminação por DDT do acervo Cruz Costa, doado à Biblioteca Florestan Fernandes em 2009.

Hoje as atividades da biblioteca estiveram paralisadas, bem como o atendimento ao público, e assim se manterá até que o acervo em questão seja removido. Tal decisão, tomada pelos trabalhadores, contou hoje com o apoio de vários estudantes que fizeram um flashmob encenando a morte por DDT. Essa paralisação visa garantir a segurança daqueles que cotidianamente trabalham e transitam pela biblioteca e podem estar expostos a uma substância que, além de ter seu uso proibido desde 2009, é altamente cancerígena e pode, inclusive, se dispersar pelo ar.

Confira no link abaixo o vídeo veiculado pelo SPTV 2ª edição com a denúncia:
http://globotv.globo.com/rede-globo/sptv-2a-edicao/t/edicoes/v/laudo-comprova-que-po-branco-encontrado-em-biblioteca-da-usp-e-um-inseticida/3987783/

Artigos relacionados: Movimento Operário , São Paulo Capital , Universidade









  • Não há comentários para este artigo